22/05/2019 às 16h35min - Atualizada em 22/05/2019 às 16h35min

Prefeitura coloca Botelhos na vanguarda da preservação de suas árvores urbanas

A cidade é uma das poucas que hoje possui o mapa de suas árvores, o que irá ajudar no planejamento

Foto: Vânia Marques
Quantas árvores estão plantadas nas ruas de Botelhos? Uma iniciativa da Prefeitura colocou a cidade entre as poucas que sabem hoje quantas árvores e quais espécies estão plantadas nas suas ruas. Numa parceria com o Instituto Federal do Sul de Minas, foi realizado o Inventário Florestal Urbano, que já concluiu o levantamento e disponibilizou as informações. Isso é importante para o planejamento de arborização, que traz melhor qualidade de vida para a população. Cuidar das árvores é garantir o futuro das próximas gerações.
Informações serão utilizadas nas decisões
De acordo com o Inventário, hoje a cidade possui cerca de 2450 árvores. Isso é pouco, de acordo com o Diretor da Adesbot, Ulisses Ferreira. “Precisamos avançar em novos plantios e conscientizar a população para preservar as que estão plantadas”, disse. Esse trabalho foi importante para fornecer a informação para tomada de decisões mais assertivas, tanto de poda como de substituição de espécies inadequadas para a área. Segundo ele, as informações já estão sendo utilizadas pelo Departamento de Meio Ambiente. Um exemplo é o plantio realizado no Bairro Jardim Eldorado, onde o estudo mostrou que faltam muitas árvores.
Plantios errados geram grande número de pedidos de corte
Se o número de árvores é pequeno, por outro lado, é grande o volume de pedidos de cortes feitos por moradores. Foram mais de 200 em cerca de um ano, quase 10% do total de árvores existentes. As causas dos pedidos são identificados no Inventário Florestal. O principal problema encontrado pela equipe do levantamento diz respeito às espécies plantadas em locais que causam conflitos, principalmente danificando calçadas e até imóveis.  A engenheira florestal, Sandra Monteiro, recomenda que antes de plantar uma árvore na calçada de casa é preciso buscar orientação de um profissional, que irá analisar se a espécie é adequada. Alguns pontos devem ser observados, por exemplo   se aquela árvore não derruba muitas folhas,  não possui frutos grandes, para evitar riscos, se há fiação acima dela, postes, se a calçada está adequada, se não está próxima de uma boca de lobo e bueiros, rede de esgoto e se não  possui raiz muito grande. “As pessoas precisam entender que as arvores são benéficas, ajudam a manter o ar puro”, diz Sandra Monteiro.
O que fazer quando árvore está danificando a calçada?
A especialista esclarece que nesse caso, não é recomendado cortar a raiz, por que isso pode enfraquecer a árvore favorecendo sua queda com o vento. O recomendado é ajustar a calçada, abrir mais a cova, subir um pouco o pavimento e dar mais espaço para as raízes. “A árvore precisa de espaço para crescer, por isso é preciso planejar antes de plantar”.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »