30/05/2020 às 12h55min - Atualizada em 30/05/2020 às 12h55min

Flexibilização para funcionamento de salões, estética e manicures em Botelhos

Veja as regras de segurança que devem ser seguidas pelos profissionais

Vania Marques
Divulgação internet
O Comitê Municipal de prevenção ao contágio e de enfrentamento e contingenciamento da pandemia causada pelo agente Coronavírus (COVID-19), divulgou a Resolução 10/2020, flexibilizando o funcionamento alguns setores do comércio, com regras de segurança para clientes e profissionais.
Veja abaixo as normas  de  funcionamento  dos  estabelecimentos  do  tipo “Salões de manicure / pedicure / Clínicas de estética, e similares” , a partir da data de 29/05/2020.
 
Para o funcionamento,  os estabelecimentos deverão adotar as seguintes regras:

-  medidas para higienização de solados de sapatos,
- disponibilizando álcool em  gel  para  higienização  das  mãos  e  borrifador  com  álcool  70%  líquido e/ou  conter  um  recipiente  com  água  sanitária  e  pano  umedecido a todos os parceiros e colaboradores nas bancadas de atendimento
-  solicitar  que  todos  os  clientes  estejam  de  máscara  reutilizável  própria. Caso não possuam, oferecer a opção no próprio estabelecimento, devendo a mesma ser utilizada durante todo o período de atendimento, ou se utilizar de protetor facial, quando o uso da máscara for inviável;
-  realizar o isolamento da entrada do estabelecimento mediante afixação de fita zebrada ou instrumento similar, visando impedir a entrada irrestrita de pessoas
-  orientar  que  os  clientes,  se  possível,  não  levem  acompanhantes  ou animais de estimação
-  divulgar  que  os  atendimentos  serão  feitos  exclusivamente  com  agendamentos para evitar filas de espera, sendo  permitido  apenas  01 (um) cliente por profissional em atividade, evitando-se qualquer espécie de contato  entre  usuários  dos  serviços,  não  sendo  permitido  ao  próximo cliente aguardar na recepção ou sala de espera, proibindo outras pessoas de  permanecerem  no  local  de  trabalho  ou  atendimento que  não forem o cliente em atendimento e os trabalhadores diretos
-  realizar atendimento mais exclusivo, estabelecer distância mínima de 1,5 m entre as estações de atendimento;
-  não atender clientes acometidos com síndromes gripais e resfriados;
-  manter o local aberto e bem ventilado, dar preferência à ventilação natural, com portas e janelas abertas. Fica proibido o uso ventilação artificial, como  de ar condicionado  e/ou similares
 - evitar o toque em puxadores e maçanetas;
-  todo  atendente  / funcionário  deve  promover  a  higienização  das  mãos  na frente do cliente antes de cada atendimento
-  promover a troca de toalhas e/ou capas e/ou forrações móveis e similares, a cada cliente atendido;
-  em cada reabertura limpar e desinfetar cuidadosamente todo o estabelecimento
-  desinfectar  todas  as  superfícies,  ferramentas,  toalhas  e  roupas,  mesmo
que tenham sido limpas antes do fechamento;
-  promover a esterilização dos produtos perfurocortantes e/ou utilização de  produtos descartáveis individuais a cada uso, podendo orientar o cliente a levar seus próprios instrumentos de uso pessoal
-  fazer uso constante de luvas, máscaras, avental, capa de corte, devendo esta  ser  trocada  a  cada  cliente,  recomendando-se  preferencialmente  a utilização de capa descartável
-  uso  de  máscara  reutilizável  para  todos  e  combinação  de  máscara reutilizável  e  protetor  facial  para  procedimentos  mais  detalhados  como: maquiagem, barba, depilação, estética
-  a máscara protetor facial deve ser higienizada a cada troca de cliente
-  manter  bancadas  o  mais  livre  possível,  deixando  sobre  elas  apenas instrumentos e produtos usados durante o atendimento;
-  ter  atenção  quanto  ao  uso  de  produtos  que  produzam  aerossóis,  como: spray  secante/fixador, finalizadores  com  pulverizador  e  afins.  Realizar  as aplicações  com  cautela, de  forma  localizada  evitando  a  dispersão  de partículas 
-  retirar todos os itens fáceis de tocar, como revistas, tablets ou catálogos de informações,  retirar  tapetes,  mantendo  uma  decoração  mais  minimalista para facilitar o processo de higienização
-  higienizar a maquineta  do cartão após cada uso, permitindo que o cliente manuseie seu cartão, e disponibilizar álcool em gel 70% em cada estação;  pagamentos  em  espécie  pedem  atenção  redobrada  para  a  higienização das mãos
-  usar luvas; higienizar a cada cliente: a poltrona, a cirandinha ou a mesa de atendimento;
- as bacias onde se colocam mãos e pés, devem ser obrigatoriamente lavadas com água e sabão, revestidas com plástico e descartado a cada cliente
-  os  palitos  e  lixas  de  unha  e  pé  devem  ser  sempre  descartáveis,  ou seja, um para cada cliente

Esmalteria:
-  diminuir a quantidade de esmaltes expostos
 
Estética/Depilação:
-  usar luvas, máscara reutilizável e protetor facial
-  separar os produtos que serão utilizados em cada atendimento, mantendo  a  bancada  sempre  livre;  usar  papel  toalha descartável sobre a maca
-  não reutilizar cera depilatória, já que a mesma, ao aderir à pele, pode  carregar  microrganismos,  como  fungos  e  bactérias, inclusive sangue
-  o protetor (lençol) de maca deve ser descartável;
-  as pinças de metal deverão ser lavadas antes de serem esterilizadas
 
Maquiagem:
-  utilizar máscara reutilizável e protetor facial
-  higienizar o rosto da pessoa usuária
- possuir número maior de pincéis, levando em consideração a quantidade de pessoas atendidas, permitindo um kit de pincéis para cada pessoa
-  fracionar os produtos para cada atendimento, evitando levar o pincel possivelmente contaminado ao produto
-  higienizar  pincéis  deixando-os  de  molho  por  15  minutos  em solução de clorexidina a 2%, seguindo a diluição de 100 mls de clorexidina para cada 01 litro de água
 
  Cabelos:
-  lavar  cabelos  e  orelhas  dos  clientes  antes  de  iniciar  serviços como  corte  e  escova  para  minimizar  a  possibilidade  de contaminação
-  não compartilhar instrumentos como bobs, presilhas, pentes e escovas
-  não reutilizar papéis ou mantas para descoloração; manter na bancada  apenas  instrumentos  e  produtos  usados  durante  o atendimento
-  utilizar  capas  descartáveis  ou  de  tecido  desde  que  sejam higienizadas  de  forma  adequada  e  não  reutilizadas  entre clientes
-  para  higienizar  bobs,  presilhas,  pentes  e  escovas,  coloque-os  de  molho  por  15  minutos  em  solução adequada  de  água  com  água  sanitária  a  2%  ou  2,5%  ou  em  solução de clorexidina a 2%, seguindo a diluição de 100 mls de clorexidina para cada 01 litro de água
-  como  escovas  e  pentes  tendem  a  serem  utilizados  por  longo tempo,  os  mesmos  deverão  serem  lavados  e  desifectados  a cada  cliente,  possuindo  número  destes  suficientes  para  sua clientela,  dentro  das  normas  da  boa  higiene,  em  especial  no que tange à COVID-19;
 
Barbearia:
-  lavar  cabelos  e  orelhas  dos  clientes  antes  de  iniciar  o  corte para minimizar a possibilidade de contaminação
-  possuir  número  maior  de  instrumentos,  como  pentes  da máquina  de  corte,  levando  em  consideração  a  quantidade  de clientes atendidos
-  usar  máscara  reutilizável  e  protetor  facial  para  serviços  mais detalhados, como barba
-   as lâminas de barbear devem ser de uso único e descartadas a cada cliente e desprezadas em recipiente rígido para evitar acidentes;
-  toalhas  e  capas  devem  ser  de  uso  individual,  devendo  ser substituídas e higienizadas após sua utilização;
-  as tesouras de cabelo, pentes, escovas, bobs e outros utensílios que não  são  passíveis  de  provocar  ferimentos  devem  ser  lavados, periodicamente com água e sabão;
-  as toalhas devem ser trocadas a cada cliente, sendo que as toalhas limpas e as usadas devem ser armazenadas separadamente; 
-  os  estabelecimentos  deverão  promover  o  agendamento  prévio  dos clientes  com  a  consideração  do  tempo  total  de  atendimento  e  o intervalo necessário para a higienização do local para a recepção da nova pessoa a ser atendida.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »