28/11/2020 às 12h00min - Atualizada em 28/11/2020 às 12h00min

Secretaria de Saúde pede parceria do comércio para conscientizar a população no combate ao coronavírus

O mês de outubro marcou o aumento dos casos

Vânia Marques
Da Redação
Vânia Marques
Botelhos entrou para a lista dos 10 municípios da região, com menos de 30 mil habitantes, em que ocorreram os maiores aumentos de casos de Covid, nos últimos 2 meses. A própria população vem denunciando, pelas redes sociais, o descuido nos procedimentos de prevenção contra  a disseminação do vírus, como o uso de máscara. Por enquanto, a Secretaria Municipal de Saúde evita medidas mais rigorosas como as punições, mas não descarta o envio para o Ministério Público, dos casos de desobediência às regras de prevenção, uma vez que trata-se de saúde pública. Segundo a secretária de Saúde, Cilmara Paulino, a tentativa do diálogo está sendo intensificada. Em um primeiro momento, estão sendo realizadas reuniões com todos os segmentos do comércio para reforçar os protocolos de segurança e pedir o apoio dos comerciantes na conscientização da população,  em relação aos cuidados para evitar a contaminação. Já se reuniram donos de bares, lanchonetes e pizzarias. 

Até a sexta-feira, dia 27, Botelhos tinha 134 pessoas infectadas pelo coronavírus, sendo 8 em isolamento e dois pacientes internados, um em UTI e outro em ala. Havia também 34 pessoas em isolamento, com suspeita de Covid. No total, 122 pessoas foram curadas e dois óbitos registrados. 

Avanço de casos foi registrado a partir do mês de outubro - Os números vinham se estabilizando no primeiro semestre, com 47 casos registrados no dia 30 de agosto. Dois dias depois, esse número subiu para 62, pulando para 99 em 1 de novembro, um total de 37 casos no mês de outubro, o maior até agora.

O número de 100 casos foi atingido no dia 4 de novembro, fechando o mês com 34 novos casos e um total de 134 pessoas infectadas pelo vírus, desde o mês de março.

Hoje, Botelhos faz parte do programa do governo estadual chamado "Minas Consciente", que divide o estado em macro e micro regiões. Baseado no número de casos, as regiões são identificadas por cores. O ideal é que estejam na cor verde, quando há um controle e uma flexibilização com a permissão para a abertura de quase todas as atividades, exceto eventos e shows.

No caso, Botelhos está na cor amarela, não conseguimos ainda progredir. Com o aumento expressivo dos casos, todo o esforço agora é para evitar a regressão para a onda vermelha.

"Ninguém quer o fechamento do comércio, por isso estamos realizando as reuniões e vamos reforçar o apelo para que a população colabore, usando máscaras e evitando a aglomeração em bares, festas e reuniões", diz a Secretária de saúde, Cilmara Paulino.
"Tudo pode continuar acontecendo, porém, com os devidos cuidados", reforça a Secretária de saúde.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »