04/11/2021 às 12h46min - Atualizada em 04/11/2021 às 12h46min

BOTELHOS ESTÁ EM SITUAÇÃO PRIVILEGIADA E FAZ PARTE DOS 11% DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS MAIS EFICIENTES

Veja os demais municípios da região. Os dados são do Índice Firjan de Gestão Pública que avaliou todos os municípios brasileiros.

Folha de Botelhos
FIRJAN
Firjan
A análise das contas públicas municipais no ano de 2020 mostra que a situação fiscal dos municípios ainda é preocupante. E o que mostra o Índice Firjan de Gestão Fiscal - IFGF que nesta edição faz referência a 2020 e avalia as contas de 5.239 municípios. 57,7% dos municípios avaliados apresentaram gestão fiscal difícil ou crítica.
 
No sentido contrário deste cenário preocupante, 30,6% dos municípios apresentaram boa gestão fiscal em 2020, e ainda, 11,7% alcançaram nível de excelência. Botelhos é destaque na região, liderando o grupo dos mais eficientes e conquistando uma posição de destaque, 39º colocado entre os mais de 5 mil municípios brasileiros.
 
Veja o desempenho de alguns municípios da região, entre os 5.239 municípios brasileiros e os 853 municípios de Minas Gerais:

A leitura dos resultados é bastante simples: a pontuação varia entre 0 e 1, sendo que quanto mais próxima de 1 melhor a gestão fiscal do município.

Município                                  Nacional          Estadual       Indice Geral
 
Botelhos                                         224º                39º               0.8788
Guaxupé                                         451º                 74º               0.8284
Tês Pontas                                     583º                 99º                0.8044
Varginha                                         584º                100º               0.8042
Elói Mendes                                    619º                106º              0.7992
Passos                                            676º                114º              0.7910
Boa Esperança                               795º                139º              0.7726
Lavras                                             819º                145º              0.7696
Machado                                         933º                169º              0.7550
Andradas                                      1044º                 185º              0.7421
Bandeira do Sul                            1102º                 191º             0.7356
Juruaia                                          1292º                 238º             0.7116
Sta Rita de Caldas                        1328º                 243º             0.7061
Poço Fundo                                   1391º                 256º             0.6994
Divisa Nova                                  1402º                  258º             0.6981
Caldas                                          1673º                  313º             0.6633
Muzambinho                                 2153º                 410º              0.6066
Campestre                                    2219º                 425º              0.5994
Poços de Caldas                           2471º                 481º             0.5720
Cabo Verde                                   3075º                 603º             0.5002
Alfenas                                         3523º                  682º            0.4490


       Situação dos municípios brasileiros
 
• 1.704 municípios (32,5% do total) não são capazes de gerar localmente recursos suficientes para arcar com as despesas da estrutura administrativa;
• 1.818 cidades (34,7% do total) gastam mais de 54% da receita com pessoal;
• 2.181 prefeituras (41,6% do total) têm planejamento financeiro ineficiente;
• 2.672 municípios (51% do total) têm baixo nível de investimentos, em média, investem apenas 4,6% da receita.

 
ENTENDA O ÍNDICE: O índice é construído com base em resultados fiscais oficiais, declarados pelas próprias prefeituras e  disponibilizados, todos os anos, pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi). O Índice é composto por quatro indicadores: Autonomia, Gastos com Pessoal, Liquidez e Investimentos.
 
Mais informações no site da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro: https://www.firjan.com.br/ifgf/

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »